VIVA INDICA - Saúde
28/06/2019   
A importância da manutenção da mobilidade articular
por: DR. ANDRÉ LUIZ TRAMONTINA | Fisioterapeuta Crefito 3.40156F

foto: Freepik

Nesta edição quem escreve é o fisioterapeuta André Luiz Tramontina, que trabalha comigo na Clínica Sônia Domingues Pereira desde 2012. É formado em fisioterapia há 19 anos e pós-graduado em fisiologia do exercício. Possue também formação em RPG, Pilates e já atuou como fisioterapeuta no São Paulo Futebol Clube e no Grêmio de Barueri.

“Em primeiro lugar, mobilidade articular é a amplitude de movimento que uma articulação realiza. Sempre ouvimos falar que precisamos fazer exercícios físicos, mas, o que poucos sabem, é que realizar o mesmo exercício por muito tempo, pode causar a diminuição da mobilidade articular. Isso também acontece com nossas atividades laborais. A limitação da pode causar dificuldades em nosso dia a dia e também prática esportiva.

No dia a dia
Atualmente, gastamos muitas horas do nosso dia sentados de forma incorreta, apoiando o peso do tronco no sacro, quando o correto seria nos ísquios (aqueles dois ossos que sentimos quando apertamos os glúteos).Ao fazer isso, invertemos a curvatura da lombar, o que leva a um aumento da cifose torácica, perdendo assim a extensão torácica. Com essa limitação, a coluna lombar irá compensar de forma a exercer uma extensão além do fisiológico. O resultado é uma lesão na coluna lombar (protrusões ou hérnias). Esse mesmo quadro pode atingir e causar lesões nos seguimentos cervicais e ombros.

Recomendo a quem fica muito tempo na mesma posição no trabalho, que se movimente a cada hora, levante, estique as pernas. Para quem fica sentado o dia todo, recomendo não usar o encosto da cadeira, porque quando apoiamos sobrecarregamos a região lombar pois deixamos de ativar a musculatura abdominal, fundamental para a estabilidade da coluna.

Na prática esportiva
Vou me ater ao ciclismo, esporte que teve um expressivo aumento no número de praticantes e do qual eu também sou adepto. Nessa modalidade o atleta fica horas na mesma posição, com uma postura “fechada”. Joelhos, quadril e coluna sempre em flexão. Além das horas naquela postura, tem o agravante de realizar sempre o mesmo movimento, acompanhado de milhões de movimentos repetitivos: a receita perfeita para lesões em coluna porque se perde a mobilidade de extensão da coluna. E nos joelhos, as principais lesões que ocorrem são a condromalácia fêmuro-patelar (desgaste da cartilagem) e a síndrome do atrito do trato iliotibial (dor na face lateral do joelho).

Tão importante quanto realizar atividade física é efetuar um trabalho de manutenção e aumento da mobilidade articular, e não esperar aparecerem os problemas para procurar auxílio. É possível fazer um trabalho específico para ganho e manutenção da mobilidade articular, envolvendo liberações miofasciais, mobilização articular e alongamentos.

Na Clínica os profissionais são altamente qualificados para realizar a prevenção e os tratamentos dessas lesões. Não espere chegar a uma situação crítica. A prevenção é sempre o melhor caminho”.

Clínica Sônia Domingues Pereira - Al. Juruá, 706, dentro da Unidade Einstein Alphaville Tel.: (11) 99983-6666. Horário de funcionamento: seg. a sex. das 7h às 21h; sáb. das 7h às 11h.


Top 5