NEGÓCIOS
30/03/2017    Por João Felipe Cândido
O futuro já começou
Fred Furtado, da Tubelab: “Os influenciadores conseguemengajar os seus seguidores e vendem muito. É o mercado do futuro que terá cada vez mais uma boa
fatia das verbas de publicidade e marketing”
foto: Divulgação

No início de março, a EXAME (edição 1132) publicou uma reportagem de capa sobre a ascensão de ídolos digitais no Brasil, um grupo de jovens que
atrai cada vez mais a atenção do público e das marcas. Um deles, Lucas Rangel, 19, youtuber garoto-propaganda da Coca-Cola, faz parte do casting da Tubelab, especializada em influenciadores digitais. O nome da agência é uma alusão ao YouTube, o grande reduto dos influenciadores digitais. Atualmente, cinco das dez celebridades mais influentes entre os brasileiros são estrelas do canal, que recebe a cada minuto mais de 400 horas de conteúdo em vídeos. Hoje, o Brasil possui a terceira maior população mundial em redes sociais. Sempre atento às mudanças do universo do marketing, em agosto do ano passado, Fred Furtado, 34, resolveu investir na Tubelab ao lado de mais dois sócios. Com sede em Alphaville e uma unidade recém-inaugurada em Brasília, focada em atender à demanda publicitária de órgãos governamentais, a agência tem em seu portfólio de clientes marcas como Cinépolis, Calvin Klein, Movida, Fox Films e Ministérios da Saúde e do Turismo.

Top 5