GENTE
27/10/2017    Por Marcela Goldstein
Socializar para incluir
Larissa Almeida, 30, Antonia Nakayama, 67, e Rosangily Correia, 54, se uniram e criaram, há quatro meses, o projeto Pipa a Voar.
foto: Tárik Santiago

Com sede em Alphaville, tem como foco a inclusão sociocultural de crianças e jovens com síndrome de Down. “Sentimos a necessidade de mães da região de proporcionarem uma vida mais inclusiva e com mais oportunidades para seus filhos.

Por meio de uma metodologia desenvolvida por psicopedagogos chamada Pipa - Projeto Integrado de Potencialização da Aprendizagem - criamos uma técnica de desenvolvimento pedagógico que trabalha a socialização como forma de inclusão”, explica Larissa. FB e IG: pipaavoar.

Top 5