Articulista
Roberto Shinyashiki
Carreira e Relacionamento
Roberto Shinyashiki
Psiquiatra, escritor e conferencista
28/09/2018
Em empresas de sucesso, não há lugar para fofoca

É um ciclo vicioso: quanto mais fofoca no ambiente de trabalho, pior a empresa… quanto pior a empresa, maior a fofoca no ambiente de trabalho.

É a famosa “Rádio Peão”, ou a “Rádio Corredor”... É o nome que se dá àqueles que fazem especulações sobre todo mundo, mesmo sem ter certeza da veracidade da informação que está propagando. Essa é a causa de o ambiente ficar ruim cada vez mais.

Contudo, o pior é quando vemos pessoas boas mudando a sua personalidade apenas para pertencer a um grupo e não ficar “deslocadas” da maioria. Realmente, isso é triste!

O saudoso piloto Ayrton Senna uma vez disse: “Você tem de ter os seus valores; e você vai ser pressionado para abrir mão deles… Mas eles têm de ser mais fortes do que a pressão que você vai receber".

Isso não podia ser mais real. O que eu estou querendo dizer é que você não tem de se adequar às atitudes de um determinado grupo que não condiz com os seus valores… Se o ambiente que você frequenta tem fofoqueiros, você não precisa se tornar um deles.

Saiba que, nos grupos de fofoqueiros, só existem pessoas mal-intencionadas. Procure ficar longe delas, pois só querem saber de uma notícia nova para distorcer e repassar. Buscam sempre histórias alheias desastrosas, mas, desde quando o fracasso do outro é o seu sucesso? E, se damos importância a eles… uma hora ou outra nos tornamos um deles.

Todos os dias recebemos muitos convites para fazer parte da turma dos fofoqueiros… Basta estar atento. Eles jogam a isca de muitos jeitos diferentes. 

Com certeza você já ouviu frases do tipo:
– Você não sabe o que falaram sobre você!... (Se você perguntar “O quê?”, terá engolido a isca e será envolvido na ladainha de fofocas).
– Você sabe o que o diretor está planejando?
– O que você acha da atitude da fulana?
– Ouvi dizer que você (ou sicrana) será demitido!

Ao ouvir frases desse tipo, uma pessoa pouco consciente de suas convicções e valores pode cair na ilusão de que precisa provar que não está em condições inferiores, quanto ao conhecimento dos fatos da empresa. Então, ela se torna vulnerável e corre o risco de entrar na rede de fofocas, e trilhar um caminho que nada tem a ver com sua essência.

Não se iluda, nem se deixe levar por essas provocações… Quando deparar com isso, corte o assunto e deixe o local, para não ouvir o que não vai lhe agregar nada. Precisamos aprender a conviver com pessoas difíceis de lidar..., mas isso não quer dizer que precisamos nos tornar amigos delas e deixar que se envolvam em nossas vidas.

Não trate cacos de vidro como se fossem diamantes… Não dê valor a pessoas que não o valorizam e nem valorizam a si mesmas. Lembrese que, da mesma maneira que você não consegue fazer com que elas o amem, não vai fazer com que tenham os mesmos valores que você, portanto, não se adapte a elas.

foto: Divulgação

DICA DO MÊS:
Para complementar a nossa conversa, recomendo que leia o meu livro O sucesso é ser Feliz, em que abordo temas que vão ajudá-lo a descobrir o seu propósito de vida, o que o faz feliz; e, em vez de gastar seu tempo e energia com especulações sobre os outros, você vai perceber o prazer que se tem ao ajudar as pessoas ao seu redor a ser cada dia mais felizes! Cuide bem de você!

Título: O Sucesso é Ser Feliz
Autor: Roberto Shinyashiki
Editora: Gente
Preço: R$ 34,90

*Preços pesquisados em agosto de 2018

Outras Matérias
Outros Articulistas
Setembro 2018
Receitas de Vizinhos