Articulista
Roberto Shinyashiki
Carreira e Relacionamento
Roberto Shinyashiki
Psiquiatra, escritor e conferencista
28/06/2018
Você se banca?
foto: Divulgação

Eu sou o tipo de empresário que confia em seus colaboradores e lhes dá liberdade para contratarem e demitirem quem acharem que devem, mas, claro, sempre fico de olho nesse processo para evitar que seja cometida alguma injustiça.

Quero dividir com você uma história que aconteceu na minha empresa alguns anos atrás, quando tive de lutar com muita energia para impedir que uma funcionária sensacional fosse demitida. Tive de lutar até contra ela própria, que demorou muito para começar a me ajudar.

O que mais me chamou a atenção foi que alguns dos meus gerentes entraram em minha sala para dizer que aquela funcionária estava com uma péssima performance e deveria ser dispensada. Resolvi ir mais a fundo e conversei várias vezes com ela, procurando fazê-la ver que a análise negativa feita pelos gerentes era baseada em seu resultado insatisfatório.

Foi aí que descobri o problema: ela não se preocupava em mostrar seus resultados para ninguém. Portanto, parecia que não fazia nada, que não produzia conforme era esperado e não atingia as metas.

Será que algo parecido está acontecendo com você? Talvez você fique tão compenetrado em vender que não participa das reuniões de planejamento de vendas, para mostrar suas ideias e resultados.

Pode ser que você seja tão tímida que deixe para o seu gerente mostrar o seu trabalho, mas, muitas vezes, será que ele não dá um jeito de fazer parecer que quem faz todo o trabalho é ele?

Talvez você se esqueça de fazer seus relatórios, nos quais poderia comprovar a sua competência. Compreenda: se os outros não enxergam o seu trabalho porque você não o mostra, a culpa não é de quem não o vê, mas sim sua, que está se escondendo.

Geralmente as pessoas competentes não são boas em vender o próprio trabalho e, no jogo da política nas empresas, acabam ficando de lado.

Meu amigo Celio Ramos, da Escola de Música e Tecnologia, diz que tudo o que merece ser mostrado tem de ser embrulhado para presente. Ele tem razão. O trabalho competente deve ser embrulhado para presente e mostrado adequadamente.

Mas, lembre-se também de que não adianta você embrulhar para presente uma caixa vazia. Falar na reunião para dizer bobagens somente vai deixar claro que você não sabe o que faz; e enviar a todos um relatório com tarefas fracassadas e metas não atingidas somente vai matar a sua imagem. Por isso, dê o máximo de sua competência no trabalho, para realmente ter o que mostrar na hora agá.

Em resumo, nesta nossa conversa, este é o recado que eu gostaria de deixar claro: realize e mostre para todos a sua competência! Ninguém tem tempo de ficar investigando, como um delegado de polícia, para ver se você é competente! Ou seja, compreenda que a sua carreira é muito importante para que você fique à espera de que a empresa o descubra escondido atrás de algum computador.

Outras Matérias
Outros Articulistas
Setembro 2018
Receitas de Vizinhos