Articulista
Bel Pesce
Caderninho da Bel
Bel Pesce

Empreendedora e Fundadora da FazInova

27/04/2018
O que os emirados árabes têm a nos ensinar?

Em 2016, recebi um convite para participar de um programa muito especial do governo britânico, no qual líderes de diversos países passam dez dias em algumas cidades do Reino Unido para entender o que tem sido feito de inovador na Inglaterra e quais são os maiores desafios. Adorei participar do programa e colaborar com minhas ideias, e acabei me conectando de forma muito profunda com os outros participantes. Encantei-me com uma pessoa em especial, a Ameera Binkaram, representante dos Emirados Árabes.

Após compartilhar o meu trabalho com a FazINOVA, fui convidada pela Ameera a levar os nossos projetos para os Emirados Árabes e conhecer mais sobre a cultura. Ainda em 2016, fomos para Sharjah, o terceiro maior Emirado, e já levamos um curso da FazINOVA sobre habilidades comportamentais e outro sobre mídias sociais. A curiosidade e o interesse das pessoas sobre esses temas me cativaram.

Desde então, começamos nossa expansão para lá e nos aproximamos muito do governo de Sharjah. Fiz uma palestra na câmara do comércio e participamos com um stand em 2016 da Gitex, a maior feira de tecnologia do Oriente Médio. Em 2017 retornamos à Gitex para realizar duas palestras, uma no palco de startups e outra para lançar o nosso projeto em parceria com o governo de Sharjah: um curso sobre o mindset correto para ser um protagonista, que está disponível na plataforma da FazINOVA em português, inglês e árabe, já com mais de oito mil participantes inscritos.

A cada viagem fui descobrindo como há coisas incríveis acontecendo ali. Diversos aprendizados da cultura, das pessoas, do modo de pensarem, dos negócios e, principalmente, dos governos.

Existe muito respeito, visão e valorização do fazer pensando grande. De um deserto, surgiu uma cidade que hoje é o ponto central para os viajantes, e tudo isso em menos de cinquenta anos. E nada foi ao acaso, em 1970 foi feito um projeto para os próximos cinquenta anos do país, e o plano foi executado com maestria. Agora em 2018 eles já estão planejando para os próximos anos, até 2071, e, ao participar de algumas reuniões de planejamento, pude ver que as ambições de inovar não são poucas. Estão trabalhando com temas como energia solar, blockchain (tipo de base de dados distribuída que guarda um registro de transações permanente e à prova de violação), inteligência artificial, veículos autônomos, e até um ministro da felicidade e outro de inteligência artificial eles têm.

Estamos expandindo nossos projetos nos Emirados Árabes. Entre os projetos estão um tour pelo país em parceria com o governo, um curso gratuito sobre a cultura dos Emirados, e uma viagem para que algumas pessoas possam nos acompanhar e entender como criamos essas conexões, além de aprender o que também estamos aprendendo. Se você tem interesse em saber mais e participar, mande um e-mail para contato@fazinova.com.br que o manteremos informado.

Outras Matérias
Outros Articulistas
Junho 2018
Me Poupe! Quem é e o que pensa a jovem jornalista Nathalia Arcuri