Articulista
Bel Pesce
O Futuro que já existe
Bel Pesce

Empreendedora e Fundadora da FazInova

26/01/2018
O futuro no qual você já vive - parte 3
A mudança vem como uma onda. Quem não está atento é engolido

Nos últimos artigos compartilhei o quanto valorizo as "traduções de realidade", habilidade de democratizar o acesso e compreensão de diferentes temas e cenários já presentes em nossas vidas, mas que ainda não são a realidade de todos. Também compartilhei algumas premissas que são pilares para tudo o que produzo. Para finalizar e completar esta série, deixo aqui mais três pontos para que você comece 2018 de olho nas mudanças e com eles em mente:

1) Estabilidade não existe mais
“Eu acho que no mundo inteiro existe mercado para vendermos, talvez, cinco computadores e olhe lá.”- Thomas Watson, presidente da IBM em 1943. “O Netflix não está nem no meu radar no que se refere à competição.” - Jim Keyes, CEO da Blockbuster. “Não tem a menor chance de o iPhone conseguir ganhar uma fatia significativa do mercado.” - Steve Ballmer, CEO da Microsoft em 2007. O que essas frases têm em comum? Todas estavam equivocadas, e foram ditas pelos experts da época. O mundo está mudando rapidamente e essa mudança não é gradual, vem como uma onda. Quem está tranquilo achando que estabilidade existe, é engolido. E muitas vezes, ironicamente, os experts são os primeiros.

2) Mudanças devem empoderar pessoas
Com tantas mutações, como as pessoas reagem ao perceber essas mudanças acontecendo? Muitas vezes, a primeira reação é a de pânico e medo, porque grande parte do que foi vivido e aprendido agora não terá mais utilidade. Não se sabe como será a relação com o desconhecido e com o novo. Mas existe um lado bom na mudança: ela empodera as pessoas. Ela traz a possibilidade de transformar cada dia em um novo repertório. Quem tem interesse em sempre se atualizar sai na frente devido à grande quantidade de oportunidades. Para se sentir empoderado é necessário se apaixonar pela instabilidade e abraçar o novo.

3) As pessoas terão diversas carreiras
Algumas grandes preocupações nas nossas vidas são as escolhas da carreira, da faculdade, do curso e da profissão. São escolhas que soam definitivas, principalmente olhando para o histórico de diversas pessoas no mercado de trabalho: escolheram a profissão e seguiram carreira durante anos na mesma empresa até se aposentarem. Porém, é bem provável que você não tenha a mesma carreira para o resto da vida. Pesquisas mostram que as pessoas terão, em média, cinco carreiras diferentes ao longo de sua existência. As decisões não são mais eternas, e todos têm a opção de desbravar diferentes caminhos e conhecimentos.

Quer se manter sempre atualizado?
Acompanhe-me nas redes sociais e inove-se neste mundo em constante mudança. Facebook, Instagram e LinkedIn Bel Pesce. YouTube Caderninho da Bel. Site www.belpesce.com.br. E-mail bel@fazinova.com.br. Você também pode fazer parte da nossa lista de transmissão e receber vídeos e áudios com novidades e prévias de conteúdos do que vem por aí. Adicione o número (11) 97513-7417 nos seus contatos e acesse o site www.belpesce.com.br/lista.

Outras Matérias
Outros Articulistas
Novembro 2018
A Revolução da ternura! Papa Francisco