Articulista
Bel Pesce
O Futuro que já existe
Bel Pesce

Empreendedora e Fundadora da FazInova

01/04/2019
Minimalismo digital

Ao longo de nossas vidas, assumimos diferentes papéis e a forma como nos comportamos em cada um deles determina a qualidade das nossas relações. Refletimos sobre nossa relação com os outros, com o nosso tempo e com nós mesmos, mas é difícil pensar sobre nossa relação com o mundo digital. Sim, muito provavelmente você tem uma vida digital. Para você, é apenas uma distração no seu dia ou lhe ensina algo relevante?

Muitas pessoas levantam a questão se o mundo online é realmente útil. Eu, por exemplo, gosto de investir meu tempo em conteúdos que agregam e condizem com meu momento de vida. Um dos meus aplicativos preferidos chama-se Optimize, do Brian Johnson, um cara com um jeito de levar a vida bem interessante. Recentemente, ele falou sobre o conceito de minimalismo digital e trago aqui os aprendizados que obtive somados ao que acredito sobre o assunto. Vale lembrar que isso só se aplica em sua vida se condisser com o seu momento atual.

O minimalismo digital é uma filosofia que nos ajuda a questionar quais ferramentas de comunicação online agregam mais valor à nossa vida. Esse conceito toca em um assunto muito sério: a nossa capacidade de construir uma vida que realmente valha a pena viver. Aplicativos, em sua maioria, foram criados para nos viciar. O negócio por trás de redes sociais é baseado no que chamamos de economia de atenção: eles querem os seus olhos conectados por mais e mais tempo e usam diversas técnicas para controlar o seu comportamento. Você é o produto. Quanto mais tempo você gastar naquela plataforma, mais fácil será monetizá-la.

Sua vida digital pode machucar a sua autonomia, seja pelo tempo que investe ou pelo estresse que pode gerar no seu dia. Claro que o mundo online pode ser uma ótima ferramenta de divulgação de trabalho, mas vamos usar um artista como exemplo: ele precisa de tempo para praticar sua arte, e não apenas ficar online. Por isso é tão importante que você imponha um limite e se certifique de que há um propósito em seu comportamento digital.

As pessoas mais incríveis que conheço estão viciadas em redes sociais. Os efeitos colaterais são inúmeros e muitos passam a viver em busca de aprovação dos outros. Se não recebem likes suficientes em uma foto postada, sentem-se abandonados e procuram algum defeito que possa justificar esse baixo ibope. Fica nítido como esse mundo dispara gatilhos e mexe com as emoções de seus usuários.

Sabemos que nem mesmo é possível receber todos os conteúdos que seguimos no mundo digital. Portanto, vale mais tomar um café com um amigo e priorizar uma interação pessoal e real, do que viver com um acúmulo digital que drena a sua energia.

foto: Divulgação

DICA DO MÊS:
O objetivo do livro é despertar o ser humano, separando o pensamento e a consciência. Apenas somos capazes de despertar quando reconhecemos os momentos em que estamos inconscientes, ou seja, quando percebemos que estamos dormindo dentro da nossa própria mente. Uma constatação genial sobre como a consciência pode ser a salvação da humanidade e, o ego, o caminho para o sofrimento.

Título: Um Novo Mundo - o Despertar de uma Nova Consciência
Autor: Eckhart Tolle
Editora: Sextante
Preço: R$ 27,90

*Preços pesquisados em fevereiro de 2019

Outras Matérias
Outros Articulistas
Abril 2019
Mônica Salgado - Uma família de verdade