Articulista
Augusto Cury
Inteligência Emocional
Augusto Cury
Psquiatra, psicoterapeuta, cientista e escritor
27/11/2017
O maior de todos os sucessos é ser feliz
Você é um ser humano único e insubstituível e pode fazer a diferença no teatro social
foto: Divulgação

Com as redes sociais, houve uma mudança nas relações humanas. Conectamo-nos com centenas ou milhares de pessoas, mas raramente profundamente com alguém. Isso incentiva e cristaliza a solidão social, estar próximo fisicamente, mas distante interiormente. A conexão com você mesmo é geralmente superficial, ou seja, não consegue se interiorizar e educar a emoção, tampouco trabalhar perdas e frustrações e domesticar os fantasmas da mente humana: angústia, ansiedade, medo e sofrimento por antecipação.

Portanto, estamos assistindo a outro tipo de solidão, diferente da solidão social. Se a sociedade me abandona, a solidão é suportável, mas quando eu mesmo me abandono, aí fica insustentável. Estamos presenciando a solidão do autoabandono, que causa consequências seríssimas, gerando adoecimento psíquico coletivo, ansiedade, irritabilidade e baixo limiar para frustações. Porque o que tem de ser desenvolvido é o eu como gestor da mente humana, como diretor do script da sua história, como protetor da emoção.

Como protegemos a emoção? Doando-nos sem esperar a contrapartida ou retorno. Nós não fazemos isso. Esperamos demais o reconhecimento. Isso esgota o cérebro, infecta a emoção. Devemos entender que, por trás de uma pessoa que fere, há uma pessoa ferida, mas infelizmente nós também não temos esse olhar tolerante. Quando alguém nos fere, nós reagimos pelo mecanismo da ação e reação, devolvendo a agressividade. Uma pessoa madura que sabe como proteger a sua própria emoção pensa antes de reagir.

Eu tive o privilégio de produzir uma das poucas te orias globais sobre o funcionamento da mente, a construção de pensamentos e o papel do eu como o gestor da mente humana. Infelizmente, a primeira coisa que detectei foi que não sabemos gerir pensamentos, e pensar sem gerenciamento é uma bomba contra a qualidade de vida, a saúde emocional e a serenidade, até mesmo contra a criatividade e reinventividade. Uma mente hiperpensante chega a gerar problemas físicos, como dores de cabeça e musculares, nó na garganta, aumento da pressão sanguínea, e por fim, algo que causa muita preocupação a nós médicos e pesquisadores: o emocional está atuando também na produção explosiva de câncer. Além dos fatores de risco já conhecidos, como tabagismo, má nutrição, fatores genéticos, uma mente estressada que gera pensamentos que se multiplicam sem controle é um dos fatores para fomentar o desenvolvimento de células cancerígenas.

Sucesso é importante, mas o maior de todos os sucessos é ser feliz, ter uma vida relaxada. Que o seu eu seja o autor da sua história, e como autor, não tema sonhar e nem chorar. E, se chorar, não tenha medo das suas lágrimas, use-as para irrigar a sua maturidade. Dê sempre uma nova chance para si e para os outros, saiba que uma pessoa saudável e madura não é aquela que não erra, mas aquela que a cada erro enxerga uma oportunidade para crescer, é aquela que julga menos e abraça mais, critica menos e aposta mais.

Outras Matérias
Outros Articulistas
Julho 2018
Silvio Santos vem aí!