Articulista
Augusto Cury
Inteligência Emocional
Augusto Cury
Psquiatra, psicoterapeuta, cientista e escritor
28/08/2019
Não consuma o lixo emocional dos outros

Os problemas familiares existem, e são os que mais se destacam dentro do teatro social. Todos nós passamos por problemas familiares. Sempre há aqueles parentes cujas personalidades são mais duras e irrevogáveis, que chegam a causar estragos descomunais nas mentes das pessoas.

Vivemos em um mundo em que a sensibilidade para entender o outro é uma peça rara, em escassez no mercado. Com isso, vemos cada vez mais personalidades controladoras se inflarem sobre a inércia dos fragilizados. Essas personalidades impõem ritmos, ordens e atitudes que transformam os mais vulneráveis em mártires de seus próprios erros.

O controlado, por agir impulsivamente, forçado pelo controlador, se afunda cada vez mais em seu cárcere mental, enquanto o controlador, mesmo que inconscientemente, infla o seu próprio ego.

Existem parentes, pais, primos que se envolvem demais em nossas vidas e acabam se tornando tóxicos para nós. Devemos também nos colocar no lugar do controlador e saber que suas feridas podem ser bem maiores do que as nossas, e ter consciência de que não temos o poder de mudar ninguém, só de piorar os outros. Pois, somos seres humanos complexos, e quando não existem problemas, nós os criamos.

Portanto, a distância pode ser um dos melhores remédios para nós mesmos e para o outro. Mesmo assim, não podemos garantir que haverá mudanças. Retirar-se para refletir faz com que o outro também reflita. Porém, somente o posicionamento fará com que conquistemos nossa liberdade. O posicionamento mostra que nós somos capazes e que somos seres humanos únicos no teatro da existência. Que temos a nossa história e somos nós quem a lidera, pois ela é fundamental para a sociedade.

E, como devemos nos posicionar? Ter o gerenciamento das emoções é fundamental para que saiamos de nossos conflitos como os mais nobres lordes e damas. Comece se colocando no lugar do outro, por pior que este tenha sido em sua vida, pois todos têm suas feridas e suas dores.

A sociedade atual parece estar se robotizando, e isso, cada vez mais, vem gerando pessoas mentalmente desestruturadas e emocionalmente desequilibradas. É de extrema urgência que o ser humano trate suas emoções, saiba gerenciá-las e assuma o controle de sua vida, olhe para si mesmo e, a partir disso, construa ambientes melhores, emocionalmente saudáveis e consequentemente pacíficos.

Não podemos desejar que as pessoas sejam nossa imagem e semelhança. É de suma importância que cada ser humano tenha o seu espaço, para que descubra mais sobre si mesmo e não fique encarcerado e fragilizado por toda a sua vida, pois nossa paz e a paz do outro devem valer ouro.

foto: Divulgação

DICA DO MÊS
Nesta obra, utilizo a psiquiatria e a psicologia passando pela Teoria da Inteligência Multifocal (TIM) para demonstrar a importância de conhecer minimamente o funcionamento da mente dos agentes causadores dos conflitos, dos personagens que são vítimas, bem como dos profissionais que atuam no sistema judiciário e todos os envolvidos no processo de pacificação dos conflitos existentes na sociedade.

Título: Soluções Pacíficas de Conflitos Para Um Brasil Moderno
Autor: Augusto Cury
Editora: Forense
Preço: R$ 82

*Preços pesquisados em julho de 2019

Outras Matérias
Outros Articulistas
Agosto 2019
Parabéns, Alphaville - As curiosidades dos cartões postais do bairro.